Notícias UPF

UPF realiza Cerimônia do Jaleco

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Jéssica França

Veteranos do curso de Medicina entregaram jalecos para os calouros, marcando o início da vida acadêmica

A Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (FM/UPF) realizou, na noite de segunda-feira, 12 de março, a Cerimônia do Jaleco, com os calouros do curso de Medicina. O evento ocorreu no Auditório Biomédico e reuniu professores, funcionários, amigos e familiares de acadêmicos. 

Na cerimônia, alunos veteranos do curso entregaram jalecos para seus calouros afilhados, marcando o início da vida acadêmica. Neste semestre, 50 novos estudantes ingressaram no curso, sendo que o Vestibular para o curso de Medicina da UPF está entre os mais concorridos do estado. 

A mesa de cerimônia foi composta pela vice-reitora de Graduação da UPF, professora Rosani Sgari; pelo diretor da FM, professor Gilberto Borges Bortolini; pelo vice-diretor, professor Dr. Paulo Roberto Reichert; pelo coordenador do curso, professor Dr. José Ivo Scherer e pelo presidente do Diretório Acadêmico, Rodrigo Alberton. 

A entrega dos jalecos representa um momento importante para os futuros médicos. “Vejam que simbólico. A Universidade está completando 50 anos e há pais na plateia que se formaram há 25 anos e hoje seus filhos estão recebendo o jaleco. São diferentes momentos que marcam as nossas vidas, e o jaleco é isso, uma escolha. Esse momento marca um novo passo no caminho de vocês”, destacou a vice-reitora de Graduação. 

O diretor da FM falou sobre a importância simbólica do evento, destacando que momentos são marcados por rituais e que o ensino da UPF é voltado para uma formação humanística. “Como já dizia Hipócratres: ‘Curar algumas vezes, aliviar muitas vezes e consolar sempre’. Essa é a primeira vez que vejo na FM duas turmas de alunos com jalecos. Em um futuro próximo, encontrarei esses alunos de gravata, fazendo a foto de formatura. Problemas virão, mas temos estrutura para apoiá-los e tutores que podem ajudá-los, desde a fase inicial até que tenham autonomia para voar”, enfatizou.