Notícias UPF

Projur Mulher e Diversidade é finalista no Prêmio de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa

  • Por: Assessoria de Imprensa

Projeto de extensão da Universidade de Passo Fundo (UPF), o Projur Mulher e Diversidade atua desde 2004 e tem trabalhado no auxílio jurídico e social de mulheres em situação de violência e, mais recentemente, da diversidade de gênero. Na semana passada, o projeto foi selecionado como um dos finalistas do Prêmio de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, no tema norteador “Equidade de gênero”.

A homologação dos nomes foi feita pela Comissão Mista do Prêmio de Responsabilidade Social 2017. A cerimônia de entrega será realizada no dia 30 de novembro, às 19 horas, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa, quando os agraciados receberão os certificados, as medalhas e os troféus nas categorias fixas e no tema norteado: Equidade de gênero. O vencedor será anunciado na própria solenidade.

Para a vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários da UPF, professora Bernadete Maria Dalmolin, a seleção é, novamente, o reconhecimento do trabalho da Universidade junto à sociedade. “Estamos muito felizes com mais essa indicação, visto que ano passado fomos vencedores nesta mesma categoria com o projeto Balcão do Consumidor. Esse reconhecimento reforça nosso trabalho enquanto Instituição comunitária e reforça o nosso compromisso com a construção de uma sociedade mais igualitária”, destacou.

No dia 25 de outubro, os selecionados apresentarão os projetos em um seminário que ocorrerá na Sala Adão Pretto do Espaço de Convergência da Assembleia Legislativa. Cada concorrente poderá fazer sua apresentação em até 15 minutos, com mais 10 minutos para perguntas e respostas na interação com os avaliadores. 

Segundo a coordenadora do Projur, professora Josiane Petry Faria, estar entre os selecionados já é uma vitória e um reconhecimento do trabalho. “Nos sentimos honrados em estar entre os finalistas do Prêmio. Faremos uma bela apresentação do nosso projeto, que existe desde 2004, e temos a consciência de que esse reconhecimento é o coroamento de um trabalho de dedicação e esforço dos alunos, dos professores, da direção e da Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários”, frisou.