Notícias UPF

Projeto de Extensão da UPF leva o ensino da música à comunidade

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Reprodução

A educação musical, quando iniciada na infância e adolescência, possibilita o desenvolvimento de habilidades artísticas e psicomotoras nas crianças. Com base nisso, o Projeto de Extensão da Capo, vinculado à Faculdade de Artes e Comunicação da Universidade de Passo Fundo (FAC/UPF), visa o ensino de instrumentos, oferecidos na graduação de Bacharelado em Música, aos alunos da rede pública de Passo Fundo.

Em sua fase inicial, possui oito monitores, entre bolsistas e voluntários, que atendem os estudantes das Escolas Municipais Benoni Rosado e Eloi Pinheiro Machado, além da Escola Estadual General Prestes Guimarães. “O objetivo é fornecer um ensino continuado e qualificado, em que os alunos vêm até a Universidade para aprender teoria e a ler música dentro dos parâmetros de idade para a Educação Infantil e Infanto-juvenil”, explica o coordenador do Projeto, professor Me. Felipe Magdaleno.

Inspirado no também projeto extensionista Atleta do Futuro, a iniciativa reitera o caráter de envolvimento comunitário da Instituição. “A intenção é que eles mantenham esse vínculo com a universidade, já chegando com uma bagagem musical, caso optem pelo ingresso no curso de Música, tendo consciência de que podem ter acesso a isso, mesmo em situação de vulnerabilidade social. Trazê-los ao ambiente acadêmico possibilita uma abertura às diferentes visões de mundo”, salienta ele.

Além das aulas de instrumento, como violão, piano, canto e percussão, há prática coral que os estimula a fazer música em conjunto. “´Planejamos fazer uma apresentação, no final do ano, aos pais e comunidade em geral. A música é uma profissão que pode dar uma vida bastante digna, se levada a sério. E mesmo que não a sigam, ter contato com a arte os torna mais empáticos em relação às condições humanas”, finaliza Magdaleno.