Notícias UPF

Parque Científico e Tecnológico da UPF ganha novo impulso

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Gelsolia Casagrande

Incubadora do UPF Parque recebe credenciamento junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

A Incubadora do Parque Científico e Tecnológico UPF Planalto Médio (UPF Parque), da Universidade de Passo Fundo (UPF), obteve credenciamento junto ao Comitê da Área de Tecnologia da Informação (CATI) que está inserido no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI) na área de informática estando habilitada a executar atividades de pesquisa e desenvolvimento.  

O credenciamento foi publicado na Resolução N 9º do dia 23 de janeiro, no Diário Oficial da União. O credenciamento da Incubadora do UPF Parque possibilitará que as empresas incubadas possam participar de editais de fomento ligados a informática, pesquisa e desenvolvimento. De acordo com o gestor da Incubadora UPF Parque, Marcos Alexandre Cittolin, é comum empresas grandes como Samsung, aportarem recursos para empresas incubadas em incubadoras credenciadas junto ao MCTI. “Foi uma conquista muito grande para nós o credenciamento junto ao CATI. O que nos habilita a participar de editais de empresas beneficiadas pela Lei de Inovação do Governo Federal”, explicou.
 
A Lei de Inovação Tecnológica beneficia grandes empresas que investem em inovação, e em contrapartida elas precisam investir recursos em pequenas e médias empresas e incubadoras de parques tecnológicos que desenvolvam pesquisas na área. “Quando surgir um edital em uma dessas grandes empresas de tecnologia, como por exemplo a Samsung que lança anualmente, as nossas empresas incubadas poderão participar dos editais para desenvolver soluções nas atividades que eles necessitam”, disse. 

O credenciamento do UPF Parque favorece as empresas incubadas, pois empresas sem vínculo com algum parque tecnológico muitas vezes não podem participar dos editais.  “O credenciamento junto ao CATI é um reconhecimento ao trabalho do UPF Parque que tem uma atividade consolidada, que fomenta a tecnologia e a inovação estando com empresas incubadas na área de TI”, afirmou. 

O UPF Parque passa a integrar o rol de incubadoras de universidades do Rio Grande do Sul como Ulbra, Unisinos, PUC e UFRGS. 

UPF Parque
Desde o ano de 2013 o Parque Científico e Tecnológico UPF Planalto Médio conta com uma complexa infraestrutura fomentando a formação dos acadêmicos da Universidade. O UPF Parque executa ações direcionadas a empresas com a efetiva participação e com o acompanhamento de professores e acadêmicos, proporcionado aos empresários a possibilidade de desenvolvimento de inovação tecnológica em produtos ou serviços diferenciados, quer seja como empresas parceiras, quer seja como incubadas, startups ou maduras, a partir de uma base ligada à inovação, ao desenvolvimento tecnológico e à inclusão social.