Notícias UPF

Os novos espaços da Jornada

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Além de “Jornalizar” a cidade de Passo Fundo, as Jornadas de Literatura investem em uma nova iniciativa, agora no Complexo do Portal das Linguagens: homenagens a escritores em distintos espaços. Em 2017, Clarice Lispector, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Moacyr Scliar serão os autores celebrados

O termo “jornalização” tem ganhado grande dimensão durante os preparativos da 16ª edição da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, evento promovido pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura de Passo Fundo. Esse conceito, aberto em sua essência pela participação da comunidade, ao fazer da cidade palco de diferentes atividades a diversas plateias, associa-se a outra inovação. O Portal das Linguagens, no Campus I da UPF, o Centro de Eventos e o Complexo de Lonas da Jornada serão “rebatizados” entre os dias 2 e 6 de outubro de 2017.

Os autores e seus espaços

Para o professor Miguel Rettenmaier, da coordenação da movimentação cultural, a Jornada tem uma trajetória que, historicamente, une tanto o interesse pelas inovações tecnológicas – pelos novos suportes de leitura, pela renovação das formas de expressão – quanto a preocupação com a tradição e com o legado da arte literária: “Pensar a literatura contemporânea e as inovações estéticas implica saber que tudo o que é novo não deixa de ser releitura”.  Assim, preservar a memória da literatura, representada por seus grandes nomes, é uma forma de dar ao cânone a importância que lhe é devida, ao mesmo tempo ampliando o cânone com autores mais recentes, que têm ingresso garantido na galeria de grandes autores literários brasileiros. Segundo Fabiane Verardi Burlamaque, também coordenadora da movimentação cultural, “a Jornada tem compromisso com o contexto e com o presente, mas não pode deixar de somar às obras dos autores convidados um vasto horizonte de fontes, os quais garantem a identidade literária de nossa cultura”. Assim, nesse novo momento das Jornadas Literárias, serão organizados quatro ambientes: Espaço Moacyr Scliar, Espaço Ariano Suassuna, Espaço Carlos Drummond de Andrade e Espaço Lendas Brasileiras, Clarice Lispector.

O Espaço Lendas Brasileiras, Clarice Lispector é uma homenagem à autora, falecida em 1977, ou seja, quatro décadas antes do ano de edição da 16ª Jornada de Literatura de Passo Fundo. É composto por quatro lonas com nomes alusivos às personagens de lendas brasileiras transcritas por Clarice Lispector na obra Como nasceram as estrelas (1987): Tenda Yara, Tenda Malazarte, Tenda do Negrinho do Pastoreio e Tenda do Curupira. Esse espaço está reservado às atividades da 8ª Jornadinha Nacional de Literatura.

O Espaço Drummond será composto por livrarias e setores da imprensa, ambiente de sessões de autógrafos e estandes de patrocinadores, em um complexo que homenageia o poeta falecido em 1987, três décadas antes do ano de edição da Jornada de 2017. A frente do complexo, com acesso aos demais ambientes, será chamada de Passo Itabira (alusão a Passo Fundo e à cidade de nascimento de Drummond).

O Espaço Suassuna, na grande lona, com capacidade para 2 mil pessoas, é uma homenagem a Ariano Suassuna, nascido em 1927 e que, portanto, completaria, no ano da 16ª edição da Jornada Nacional de Literatura, 90 anos de idade. A entrada do circo terá nomenclatura associada à obra do autor, o que também ocorre com o palco, chamado Palco da Compadecida. A ideia de batizar o grande circo com o nome desse autor está diretamente vinculada à memória da Jornada, já que Suassuna recebeu, perante 5 mil pessoas, no Circo da Cultura, em 2005, durante a 11ª Jornada Nacional de Literatura, o título de Doutor Honoris Causa, outorgado pela Universidade de Passo Fundo. 

Ariano Suassuna será um dos homenageados


O Espaço Moacyr Scliar, no Centro de Eventos da UPF, é uma homenagem ao escritor que adotou o projeto da Jornada desde seu início e que foi presença constante desde as primeiras edições. A homenagem é alusiva, também, à comemoração, em 2017, pelos seus 80 anos de nascimento. Dessa forma, o ambiente estruturado no Centro de Eventos – onde se realizam as exposições da Jornada e da Jornadinha – será denominado Espaço Moacyr Scliar. A entrada do Centro de Eventos terá nomenclatura associada à obra do autor, bem como o hall de entrada, chamado Hall dos Centauros. 

Para a constituição dos espaços, a comissão organizadora solicitou autorização dos herdeiros, sendo prontamente atendida. 

Segundo a vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários, Bernadete Dalmolin, rebatizar esses espaços com nomes consagrados da literatura reforça o novo ciclo que se instaura nas Jornadas Literárias de Passo Fundo, o de pensar um conceito que se expanda e dialogue com diferentes espaços, pessoas e situações dos distintos territórios. “Com isso, fortalecemos uma pedagogia literária com potência criativa, crítica e estética, reconectando leitores e autores de diferentes idades e épocas, com suas produções e sonhos, trazendo, quiçá, um futuro mais promissor para todos/as!", finaliza.