Notícias UPF

Mercado de trabalho de portas abertas para os profissionais de TI

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Gelsoli Casagrande

Vestibular de Verão da UPF está com inscrições abertas para três cursos na área de Tecnologia da Informação: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciência da Computação e Engenharia da Computação

Indo no sentido contrário à crise econômica, o mercado de trabalho na área de Tecnologia da Informação (TI) não para de contratar. No Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), esse mercado emprega 1,3 milhão de pessoas, enquanto há outros 50 mil postos de trabalho esperando por profissionais qualificados. De olho nessa ampla oferta, a Universidade de Passo Fundo (UPF) oferece três cursos na área de TI: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciência da Computação e Engenharia da Computação, todos com inscrições abertas para o Vestibular de Verão 2018/01. 

Uma estimativa feita pela indústria de software e serviços mostra que nos próximos quatro anos o país vai precisar de 750 mil profissionais para a área, dado que confirma a grande movimentação no mercado de trabalho brasileiro. Na opinião do coordenador do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da UPF professor Eder Pazinatto, esse grande número de vagas no setor se dá por conta da transformação digital, realidade para muitas empresas, e a mão de obra qualificada é insuficiente. “Com isso, há um rápido crescimento de vagas não preenchidas e aumentos nos salários dos profissionais que podem ocupar esses papéis”, comenta. 

A realidade de boa parte do país é a mesma em Passo Fundo. De acordo com o professor Marcelo Trindade Rebonatto, coordenador do curso de Ciência da Computação, somente em 2017, mais de 100 oportunidades de empregos, estágios e bolsas foram repassadas aos alunos dos cursos da área de TI da UPF. “Só no polo de software, são mais de 10 vagas para contratação imediata (em outubro/17). Temos empresas que pagam o curso (treinamento) e bolsa para os alunos estudarem. Ao final do curso, contrata imediatamente - ou antes ainda - os aprovados”, explica.  

No curso de Engenharia da Computação, de acordo com o coordenador José Maurício Carré Maciel, 100% dos egressos saem da graduação empregados. “Todos os alunos que querem trabalhar na área de TI estão empregados. Normalmente, ainda sobram vagas disponíveis que são preenchidas por pessoas de fora ou ficam em aberto”, completa. 

Na UPF, além de formar profissionais para ingressarem no crescente mercado de trabalho, os cursos da área de TI também possibilitam que os acadêmicos se envolvam no desenvolvimento de pesquisas e aplicações inovadoras, abrindo caminho para que sigam carreira como docentes ou pesquisadores, ampliando as possibilidades dentro da profissão. 

Confira os diferenciais de cada um dos cursos na área de TI oferecidos pela UPF:

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O curso forma profissionais capazes de atuar em todas as etapas do desenvolvimento de sistemas (desktop, web ou para dispositivos móveis), envolvendo engenharia de requisitos, modelagem, projeto, implementação, testes e implantação de sistemas de informação. “Durante a graduação, o acadêmico desenvolve habilidades e competências de engenharia de software, banco de dados, gerência de projetos e programação de computadores”, explica Pazinatto. 

Entre seus principais diferenciais, o curso oferece infraestrutura de ponta, com laboratórios atualizados e ambientes de ensino-aprendizagem diferenciados e oportunidade de participar de projetos práticos e reais e ainda receber bolsa de estudos com atividades junto a Fábrica de Software no Parque Científico e Tecnológico – UPF Parque. O curso ainda tem projeto pedagógico e grade curricular atualizados e alinhados com as atuais necessidades do mundo de trabalho, além de parcerias com empresas do setor que oportunizam muitas oportunidades de estágios e ingresso no mercado de trabalho para os alunos do curso e a possibilidade de o aluno envolver-se em projetos de pesquisa e de extensão.

Ciência da Computação
O curso de Ciência da Computação da UPF – primeiro criado no interior do estado – forma profissionais da área há mais de 30 anos, aliando tradição com o pioneirismo e a inovação. Em 2018, segundo o professor Rebonatto, o curso ganhará um novo currículo, com disciplinas que abordam conceitos de Desenvolvimento de Games, Fabrica de Software, Desenvolvimento Mobile, Data Sciense e IHC, por exemplo. 

Como incentivo para os futuros alunos, o curso oferece uma bolsa auxílio de 25% (desde que atendidos os critérios) que pode ser conciliada com o Plano de Apoio Estudantil (PAE). Além disso, durante a formação, os acadêmicos poderão conviver com os professores do Mestrado em Computação, atuando em projetos de pesquisa e extensão, estreitando laços para, quem sabe, depois da graduação, ingressar no Mestrado.

Engenharia da Computação 
O curso de Engenharia da Computação oferecido pela UPF é resultante da parceria e do trabalho cooperativo entre o Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg) e a Faculdade de Engenharia e Arquitetura (Fear). Possui uma infraestrutura moderna com laboratório próprio, dispondo de equipamentos e materiais didáticos específicos ao curso. “Nosso corpo docente formado por 100% de mestres e doutores, que mantém importante contato com o mercado de trabalho, por intermédio direto com as empresas dos setores de Tecnologia da Informação, Agricultura, Metal-Mecânica e Saúde”, lembra José Maurício. Assim como os outros cursos da área, a Engenharia da Computação também tem forte relação com os propósitos do Mestrado Profissional em Computação Aplicada ofertado pela Instituição.

Vestibular de Verão UPF
A UPF está com inscrições abertas para o Vestibular de Verão 2018 para ingresso em cursos de graduação na modalidade presencial. Nesta edição, estão sendo oferecidos 58 opções de cursos em Passo Fundo e cursos nos campi Carazinho, Casca, Lagoa Vermelha, Sarandi e Soledade. 

A inscrição deve ser feita pelo site vestibular.upf.br, até o dia 13 de novembro. A prova, que acontece no dia 18 de novembro, está dividida em dois grupos: 1 e 2. Os candidatos aos cursos do Grupo 1 farão somente a prova de Redação, e os candidatos aos cursos do Grupo 2 farão as provas de Redação, Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Língua Estrangeira, História, Geografia, Matemática, Física, Biologia e Química. A prova do Grupo 1 será das 14h às 15h30min, e as do Grupo 2, das 14h às 19h.