Notícias UPF

Muzar promove palestra “A vida das abelhas na colmeia”

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Leonardo Andreoli

Atividade integra a comemoração dos 42 anos do Museu Zoobotânico Augusto Ruschi

O Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (Muzar), vinculado ao Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Passo Fundo (ICB/UPF), promoveu nesta quarta-feira, dia 23 de agosto, no auditório da unidade acadêmica a palestra “A vida da abelha na colmeia”. Ministrada pelo pesquisador e diretor da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAMV) professor Dr. Hélio Carlos Rocha, a palestra integra a comemoração dos 42 anos de existência do museu que faz aniversário no dia 25 de agosto. 

Participaram da palestra aberta a comunidade, acadêmicos da FAMV e da disciplina de Entomologia do curso de Ciências Biológicas. De acordo com a responsável técnica do Muzar, Flávia Biondo da Silva, a atividade visa complementar a exposição “A ciência das abelhas”. “Entendemos que o papel de um museu universitário é fazer esse encontro entre o mundo acadêmico e a comunidade. As exposições trabalham do que é construído e pesquisado dentro da universidade e que de alguma forma é contextualizado em exposições a partir do acervo que o museu tem e que vem principalmente das pesquisas”, destacou Flávia.

Segundo o professor Rocha, o processo de organização que ocorre dentro da colmeia está relacionado a aspectos de comunicação e neurociência. “As abelhas estão sendo muito usadas nas atividades de pesquisa e muitas dessas atividades têm comprovado e dado respostas de coisas que imaginávamos que aconteciam, mas que não tínhamos certeza. É importante entendermos como o processo ocorre dentro de uma comunidade com aproximadamente 50 mil indivíduos e como isso se desenvolve de forma harmoniosa mantendo a densidade da colmeia com um fim, ou seja, com as abelhas produzindo a partir disso mel e outros produtos”, explicou. 

Nova exposição

Amanhã, dia 24 de agosto, às 19h30min, no Muzar, acontece a abertura da exposição “Campos nativos: paisagens gaúchas com João Simões Lopes Neto”. A mostra já esteve presente na 30ª Feira do Livro de Passo Fundo e na 18ª Expodireto Cotrijal. A exposição tem o propósito de interdisciplinarizar áreas do conhecimento biológico e geográfico com a literatura, e faz a reflexão sobre a conservação de campos nativos. Ela estará aberta para visitação de agosto de 2017 a maio de 2018, como uma exposição de longa duração, a qual será complementada com oficinas através da Sala Verde.

O Muzar atende de segunda-feira a sexta-feira, das 7h45min às 11h45min e das 13h30min às 17h30min. Nas terças e quintas-feiras, o local fica aberto até às 20h45min.