Ensino médio

O (extra)ordinário na literatura e nos games

Objetiva sensibilizar os estudantes a respeito de um personagem, presente na obra literária Extraordinário, escrita por R. J. Palacio, que sofre preconceito e bullying pelo fato de ter nascido com a síndrome de Treacher-Collins, a qual causa deformações faciais. A narrativa é apresentada a partir de um jogo, com princípios advindos do RPG (role-playing game), desenvolvido pelos monitores do Mundo da Leitura, abordando nove cenas adaptadas do livro. Os alunos, dessa forma, têm a oportunidade de atuar como personagens e protagonistas, os quais têm objetivos predefinidos da história que estão construindo no momento em que interagem com outros personagens, seus próprios colegas.

Em seguida, os monitores conversam com os estudantes a respeito de questões pontuais da história: de que forma August, o menino extraordinário, era tratado; como seus colegas/amigos o percebiam; por que August sofria intolerância por alguns personagens. No espaço livre, os estudantes são convidados a experimentar um jogo no computador, chamado Life is strange, o qual estabelece relação com o jogo e a história discutidos: a protagonista constrói os acontecimentos a partir de suas escolhas. Além do jogo, livros com temática semelhante à narrativa discutida ficam dispostos nas mesas.