Notícias UPF

Professores e alunos da UPF apresentam trabalho em Curitiba

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Professores e alunos do curso de Engenharia Mecânica da Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade de Passo Fundo (Fear/UPF) participaram, de 22 a 25 de outubro, do Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica, realizado em Curitiba. Considerado um dos maiores eventos do setor elétrico brasileiro, o Seminário é promovido pelo Comitê Nacional Brasileiro de Produção e Transmissão de Energia Elétrica (CIGRÉ-Brasil) e, nesta edição, foi coordenado pela Companhia Paranaense de Energia (COPEL). Durante a programação, eles apresentaram o trabalho “Equipamento auxiliar para manobra de seccionador”, elaborado dentro do projeto Desenvolvimento e aplicação de controladores de chaves seccionadoras de alta tensão.

Integraram a equipe o professor Charles Leonardo Israel, docente do curso e coordenador do projeto de pesquisa e desenvolvimento; Luciano Favretto da Rocha, engenheiro eletricista da CEEE-GT; Lucas Dalla Maria, docente do curso e gerente do projeto de pesquisa e desenvolvimento; e Ademilson Setti, graduado em engenharia mecânica pela UPF e mestrando do programa de engenharia mecânica.

De acordo com o grupo, o trabalho apresentado no evento visa contribuir para a solução de um problema enfrentado pelas empresas do setor elétrico, a operação remota de seccionadores em subestações.

Segundo o professor Charles, as manobras de abertura e fechamento dos seccionadores causam apreensão nas concessionárias devido aos registros de falhas originados por esse equipamento. Para ele, hoje é imprescindível que se proceda à supervisão visual, no intuito de verificar se houve ou não a conclusão da manobra. Rocha ainda esclarece que a incerteza inerente às atividades desse equipamento impede a automatização completa de uma subestação de energia elétrica. “Nessa perspectiva, esse projeto apresenta como proposta o desenvolvimento experimental e a validação do protótipo de um dispositivo de auxílio ao fechamento de chaves seccionadoras totalmente automatizado, capaz de realizar o fechamento por completo, bem como sua inspeção remota, monitorando diretamente o alinhamento entre os contatos móveis e fixos”, complementa o professor Lucas.

O projeto está em fase inicial com a realização de análises computacionais das chaves seccionadoras e, posteriormente, com ensaios experimentais.