Notícias UPF

Relíquias milenares de Egito e Roma são encontradas no fundo do mar

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Arqueólogos localizaram na cidade egípcia de Alexandria artefatos de mais de 2 mil anos atrás que retratam o apogeu do Império Romano

O fundo do mar ainda nos revela inúmeras descobertas arqueológicas: pesquisadores liderados pelo Ministério de Antiguidades do Egito localizaram três navios da época do Império Romano que naufragaram próximos ao litoral da cidade egípcia de Alexandria.

Entre as relíquias descobertas estão moedas de ouro da época do Imperador Augusto (que governou Roma de 27 a.C a 14 d.C) e um busto de cristal atribuído ao general Marco Antônio, um dos homens mais próximos de Júlio César e que disputou a sucessão do império com Augusto. 

Além dos artefatos arqueológicos romanos, os pesquisadores também localizaram uma estátua atribuída ao deus egípcio Osíris: considerado o deus mais importante do Antigo Egito, ele era responsável por julgar os mortos de acordo com a tradição religiosa daquela civilização. 

Tais descobertas evidenciam o intenso intercâmbio cultural durante o apogeu da civilização romana. Por sinal, os artefatos localizados pelos arqueólogos datam de uma das mais famosas histórias do período: general com vasta experiência militar e responsável pelo sucesso da expansão territorial romana, Marco Antônio teve um romance com a rainha egípcia Cleópatra e passou a viver na cidade egípcia de Alexandria.

Fonte: Revista Galileu