Notícias UPF

Menina de 11 anos vence prêmio por detector de chumbo na água

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Crianças de 11 anos geralmente estão gastando sua energia brincando e estudando. Mas Gitanjali Rao, uma menina que vive no Colorado, nos Estados Unidos, também achou tempo para se tornar uma das mais jovens cientistas do país. Ela criou um dispositivo que, conectado a um aplicativo de celular, detecta os níveis de chumbo na água. E venceu o prêmio Discovery Education 3M Young Scientist Challenge, levando para casa US$ 25 mil (quase R$ 82 mil).

A estudante do sexto ano do ensino fundamental se inspirou na crise hídrica da cidade de Flint, em Michigan, entre 2014 e 2015. O sistema de água da cidade estava contaminado por chumbo e mais de 80 moradores foram afetados, principalmente crianças. Ela pesquisou o caso e chegou à informação de que mais de 5.300 sistemas de águas nos Estados Unidos sofrem com esse problema. E, então, decidiu fazer algo a respeito.

Analisando os métodos disponíveis para verificar a contaminação da água – um teste rápido não muito confiável e o envio de amostra de água para laboratório, mais demorado – , ela procurou uma solução efetiva.

Trabalhando com cientistas da 3M, companhia de tecnologia que atua em diversas áreas, Gitanjali criou o dispositivo que usa nanotubos de carbono programados para descobrir a presença de chumbo na água. O aparelho está conectado a um aplicativo, que mostra a condição da água em, no máximo, 15 segundos.

O dispositivo recebeu o nome de Tethys, deus grego da água, e demorou cinco meses para ser concluído. O objetivo de Gitanjali agora é aprimorar sua criação, para que possa ser usada em regiões afetadas pela contaminação da água.

Quando crescer, a jovem cientista quer ser geneticista ou epidemiologista. E já sabemos que seu futuro nestas áreas tem tudo para ser promissor.

Fonte: QSocial