Notícias UPF

Pesquisa avalia teor de íons sódio em biscoitos

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

Os íons sódio são de origem natural e exercem um papel fundamental na saúde humana, atuando na manutenção do equilíbrio hídrico e do acidobásico. Esse mineral é necessário para que sejam transmitidos os impulsos nervosos e para estimular a ação muscular, além de ser o cátion (íon com carga elétrica positiva) que é mais abundante no líquido extracelular do corpo humano. Consumido em excesso, ele pode causar, a médio e a longo prazo, problemas como a hipertensão. Com base nesses fatores, a acadêmica Thais Razzia, do Programa de Iniciação Científica do curso de Química Bacharelado da Universidade de Passo Fundo (UPF), desenvolveu análises para determinar as concentrações em biscoitos.

O objetivo foi analisar o teor de íons sódio em 11 amostras de biscoitos comercializados na região de Passo Fundo e produzidos no Rio Grande do Sul, comparando com os teores declarados nos rótulos. De acordo com ela, as amostras foram preparadas por digestão ácida e aquecidas em chapa até total oxidação da matriz orgânica e apresentação de textura límpida. As leituras dos teores de íons sódio foram realizadas pela técnica de fotometria de chama.

Segundo Thais, das 11 amostras testadas, 91 % apresentaram valores acima do declarado no rótulo, e em apenas uma o valor encontrado foi 26% a menos que o indicado no rótulo. “Apesar de os resultados determinados analiticamente terem mostrado valores superiores aos declarados, considerando as normas da ANVISA, a maioria deles se encontrou dentro do valor de teor de íons sódio recomendado para consumo. Entretanto, os resultados mostram a necessidade de um controle dos teores declarados no rótulo a fim de garantir a saúde da população, uma vez que muitas dietas são estabelecidas a partir dos rótulos dos alimentos”, explicou a acadêmica.