Perfil do egresso

O perfil do egresso de Geografia pressupõe o aperfeiçoamento dos sentidos para viver e compreender o mundo, paralelamente à instrumentalização teórico-metodológica para a prática profissional, compreendendo o ensino como imprescindível à formação de cidadãos críticos e participativos com capacidade de apreender a dinamicidade da realidade. 

Esse perfil deverá ser construído em consonância com a evolução que a ciência geográfica vem apresentando nas últimas décadas, o que requer a renovação dos seus conceitos e dos respectivos conteúdos. Assim, a concepção de curso expressa essa necessidade de renovação, considerando, especialmente, a dinâmica atual das transformações pelas quais o mundo passa, novas tecnologias, novos recortes espaciais e temporais, onde predominam o instantâneo e o simultâneo, as complexas interações entre o global e o local. Isso tudo afeta a vida das sociedades, exigindo da Geografia novos caminhos teóricos e metodológicos.

De acordo com as diretrizes das licenciaturas e as específicas do curso de Geografia, esperam-se, como perfil do egresso, as seguintes competências/habilidades: 

a) aplicar os conhecimentos geográficos na perspectiva da relação sociedade e natureza e da indissociabilidade entre tempo e espaço, com ênfase no princípio de espaço como lugar/região, inserindo-se como promotor de desenvolvimento; 

b) ter conhecimento pedagógico sobre o processo ensino-aprendizagem e saber fazer a transposição didática dos conteúdos acadêmicos para utilização do conhecimento na forma de matéria de ensino; 

c) desenvolver metodologias pautadas na articulação teoria-prática para o aprimoramento da qualidade do trabalho escolar, bem como a capacidade de fazer uso dos recursos tecnológicos para a qualificação de sua prática; 

d) aprender métodos e procedimentos de pesquisa para subsidiar uma prática de ação-reflexão-ação sobre as vivências cotidianas; 

e) administrar o exercício profissional pautado na competência, na participação ativa e interativa entre si, com os alunos, com a equipe de trabalho e com seus dirigentes, de forma solidária; 

f) aprimorar sua formação profissional e manter-se atualizado quanto aos conhecimentos de natureza profissional, científica, cultural e legal pertinentes à profissão;

g) saber organizar e executar planos e projetos de ação e desenvolver competências para a concretização dos objetivos; 

h) pautar suas ações em valores sociais e culturais, com visão ética e humanística perante as questões da sociedade e da natureza, com responsabilidade profissional;

i) ser capaz de conduzir práticas inclusivas e de combate a qualquer forma de preconceito (de gênero, religioso, racial, econômico, entre outros).