Notícias UPF

Professor da UPF participa de Congresso Internacional de Sociologia

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Divulgação

O docente da Universidade de Passo Fundo (UPF), professor Me. Vinicius Rauber e Souza participou do XXXI Congresso Latino-Americano de Sociologia, evento que ocorreu entre os dias 3 e 8 de dezembro em Montevidéu, no Uruguai. 

Por meio de recursos do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPP/UFRGS), do qual é doutorando, Rauber integrou a mesa de debates sobre Saúde e Proteção Social, abordando a retomada do poder do discurso médico na área da saúde mental com a epidemia de crack nos últimos anos. A problemática sociológica das relações médicas e o consumo do narcótico no Rio Grande do Sul, que atinge 90% das cidades gaúchas, segundo uma estimativa do Conselho Nacional dos Municípios, norteou sua tese de mestrado.

Segundo Rauber, a participação dos professores em congressos internacionais permite a divulgação científica dos trabalhos realizados na UPF. “Isso demonstra o nível das pesquisas realizadas na Instituição e permite também que ela ganhe ainda mais reconhecimento internacionalmente”, salienta. Ainda, o caráter comunitário da Universidade foi enfatizado por ele, que afirmou que pesquisadores de diversas nacionalidades, presentes no evento, já conheciam a Instituição.

Coordenador do projeto de extensão Cenários em Saúde da Família, vinculado à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (VREAC) e ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), o professor ressalta a importância do aprendizado proporcionado pela troca de experiências em eventos como esse. “No próximo ano, pretendo estar na Jornada de Extensão do Mercosul, em Tandil, na Argentina, divulgando o projeto, do qual sou coordenador, e mostrando que a UPF, além de pesquisa em alto nível, também produz extensão com nível de excelência”, finaliza Rauber.

Evento científico reuniu 5 mil pessoas da América do Sul e Europa
Considerado o maior Congresso de Sociologia da América Latina, reconhecido, inclusive, pela International Association of Sociology, a edição desse ano, realizada no Uruguai, reuniu 26 grupos de trabalho e cerca de 8 mil estudos científicos voltados a diferentes áreas do conhecimento, além de temáticas das humanidades, como desigualdade social, educação e diversidade.