Notícias UPF

Passo Fundo apresenta ações estratégicas ao conselho deliberativo

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Matheus Moraes / Assessoria de Imprensa ECPF

Direção do clube visa associar sua marca junto à classe empresarial e busca apoio da comunidade para montar equipe profissional de qualidade

A diretoria do Esporte Clube Passo Fundo, apoiado pela Universidade de Passo Fundo (UPF), convidou o conselho deliberativo do clube para uma reunião na noite de terça-feira (10), no Salão de Eventos do Estádio Vermelhão da Serra, para explanar o planejamento estratégico do clube de curto e médio prazo. No encontro, os conselheiros conheceram um plano de ações elaborado para recuperar as condições financeiras do clube e buscar apoio da comunidade para, consequentemente, desenvolver uma equipe profissional de futebol com qualidade.

A reunião, que contou com número expressivo de conselheiros do clube, recebeu avaliação positiva do presidente do Esporte Clube Passo Fundo, Evandro Zambonato. De acordo com ele, o objetivo é alinhar ações que consigam dar suporte financeiro ao clube. “Apresentamos o planejamento para o fim de 2017, para 2018 e 2019. Foi muito bem acolhido pelos conselheiros. Tratamos de algumas linhas de ações muito importantes, principalmente sobre buscar apoio de parcerias de empresas da cidade”, afirma. Segundo o presidente, outro objetivo é buscar o comprometimento do conselho deliberativo para que dê prosseguimento às estratégias apresentadas em futuras gestões. “O planejamento tem que ter proposta, meta e prazo com cada linha de ação estabelecida”, acrescenta Zambonato.

Na oportunidade, a direção do Passo Fundo solicitou posicionamento do conselho deliberativo sobre um projeto comercial de exploração da área do clube na Avenida Presidente Vargas. “Estamos elaborando um projeto arquitetônico. Fizemos o pedido e foi aprovado pelo conselho. Nada no clube é para ser vendido ou alienado. É apenas para ser concedido. É o patrimônio do Passo Fundo, que será explorado mediante ressarcimento”, completa o presidente do clube, que cita o modelo de negócio do Centro de Eventos do clube como exemplo, visto que eventos são realizados mediante aluguel. Além disso, o clube visa reformular o plano de sócios de forma mais abrangente para o torcedor. “Queremos trabalhar nesses três eixos: recuperação econômica, maior inserção do clube na sociedade e time de futebol de qualidade. A terceira ação depende diretamente da primeira e da segunda”, salienta.

O presidente do conselho deliberativo do Passo Fundo, Luiz Paulo Valério, demonstra entusiasmo com as ideias apresentadas pelos conselheiros presentes. “Nossos conselheiros trouxeram ideias boas, para que o Passo Fundo tenha mais envolvimento com jogos, que tenha prosseguimento durante o ano inteiro. Algumas ideias serão estudadas pelo conselho e pela diretoria. Ideias que vieram para agregar ao Passo Fundo. Vamos começar 2018 com os pés no chão”, declara.