Notícias UPF

UPF conserva 32,21 hectares de RPPN

  • Por: Assessoria de Imprensa
  • Fotos: Arquivo/UPF

Dia Nacional das Reservas Particulares do Patrimônio Natural é comemorado nesta quarta-feira, 31 de janeiro. Na UPF, área é utilizada para ensino, pesquisa e educação ambiental

No Brasil, mais de 1,4 mil reservas conservam 764.504,81 hectares de áreas naturais em todos os biomas brasileiros, conforme dados da Confederação Nacional das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (CNRPPN). Nesta quarta-feira, dia 31 de janeiro, é comemorado o Dia Nacional das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).

A Lei 13.544, que institui a data do Dia Nacional das RPPNs, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 19 de dezembro de 2017. O objetivo da data, segundo a Confederação, é divulgar essa categoria de unidade de conservação e marcar o esforço que todos os proprietários de reservas empreendem em prol da preservação da natureza.

Criadas pela iniciativa de proprietários particulares, as RPPNs têm como principal característica a conservação da diversidade biológica. A Universidade de Passo Fundo (UPF) teve regulamentada, no dia 31 de agosto de 2016, a partir da publicação no Diário Oficial da União, a Reserva Particular do Patrimônio Natural da Universidade de Passo Fundo (RPPN UPF). Nessa data, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) regulamentou a criação da reserva de 32,21 hectares para ser utilizada para as finalidades de ensino, de pesquisa e de educação ambiental, respeitando um Plano de Manejo.

A proposta de criação da RPPN UPF foi encaminhada pelos professores Jaime Martinez e Nêmora Prestes, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), e pelo professor Alexandre Augusto Nienow, da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAMV), tendo sido aprovada nos Conselhos das respectivas Unidades Acadêmicas e enviada para a Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), que, por sua vez, encaminhou ao ICMBio após parecer favorável do Conselho Diretor e da Assembleia Extraordinária da FUPF, ainda em dezembro de 2015.

Desde então, a RPPNUPF teve instalado o projeto de extensão “RPPN UPF: área protegida educadora”, capacitando estagiários para conduzirem o público pela reserva, destacando seus recursos naturais. Além das visitas, que já ocorrem dentro da área, o espaço também recebe pesquisadores, que fazem estudos e desenvolvem pesquisas no local.

RPPN UPF

A RPPN UPF compreende áreas de mata ciliar, de encosta, de banhado e em regeneração junto ao Arroio Miranda, curso hídrico que abastece um dos principais reservatórios de água de Passo Fundo, responsável pelo atendimento de aproximadamente 50% da população do município. A área de RPPN inclui as Áreas de Preservação Permanente (APP) e de Reserva Legal (RL) do Centro de Extensão e Pesquisa Agropecuária (Cepagro) da UPF, em conformidade com disposições do Código Florestal Brasileiro. Além de concentrar nascentes e preservar a qualidade da água, a área tem grande biodiversidade por se tratar de uma área do bioma Mata Atlântica.